GERAL

Traxx Shark JH 250 - Tubarão de rodas

Marca, que pertence ao grupo chinês Jialing, apresentou a custom, com motor de dois cilindros paralelos, de 19,7 cv, muitos cromados e pintura em duas cores

A marca chinesa Jialing, que utiliza o nome comercial Traxx, tem planos ambiciosos para o Brasil. Entretanto, diferentemente das outras marcas asiáticas, que estão desembarcando aqui, preferiu adotar uma estratégia original para atacar o mercado. Em vez de se instalar na região sudeste, área de maior demanda, montou sua sede em Fortaleza (CE), e de lá vai expandir sua rede de concessionárias, em todas as direções do país, inclusive Minas Gerais.

Os planos incluem ainda uma fábrica em Manaus, com capacidade para 100 mil motos/ano, que, segundo seus dirigentes, vai ficar pronta em fevereiro de 2008 e somar cerca de 110 revendas, ao longo do ano que vem. Metas que exigem novos modelos, como a custom Shark (Tubarão) JH 250, apresentada no Salão das Duas Rodas, em São Paulo, entre os dias 16 e 21. Inicialmente, a nova moto vai ser importada, para depois, ser nacionalizada, em sua planta de Manaus.

Tecnologia
Outra estratégia da Jialing, que produz cerca de dois milhões de unidades na China, é utilizar tecnologia japonesa, especialmente da Honda. A cooperação é tão estreita que o próprio nome das motos estampa a parceria. O JH tem o J, de Jialing, e o H, de Honda. O problema é que a gigante nipônica, até para se precaver, só repassa desenvolvimentos com algumas gerações de atraso, o que explica a semelhança entre alguns modelos e também a defasagem tecnológica, que a marca procura compensar com robustez e preço.

Banco tem encosto para o passageiro

O modelo Shark JH 250 vai chegar no início de 2008, com expectativa de preço entre R$ 8 mil e R$ 10 mil, e segue a fórmula custom: muitos cromados, que incluem um mata-cachorro de fábrica; faróis auxiliares; guidão alto e largo; banco do tipo dois andares, com encosto para a garupa; garupeira; escape com dupla saída; grande distância entre-eixos; pedaleiras posicionadas mais para frente (que proporciona uma ergonomia mais relaxada de pilotagem, própria das custom); e pintura em duas cores.

O motor da Traxx Shark JH 250 é um dois cilindros (paralelos), com 233 cm³, refrigerado a ar, e alimentado por carburador, que fornece 19,7 cv a 8.000 rpm, medidos no virabrequim e não na roda. O tanque de combustível tem a forma de gota e comporta 10 litros. O peso a seco é de 145 kg. As rodas são em liga leve, e o freio dianteiro, a disco ventilado. O freio traseiro é a tambor mesmo. O câmbio tem cinco marchas. A suspensão dianteira é convencional, com garfo telescópico, e a traseira tem duplo amortecedor. O quadro é em tubos de aço, e o painel segue o espírito custom e tem um só relojão, cromado e virado para o piloto, com velocímetro, hodômetro e luzes de advertência. Informações: (85) 3421-6666.

Jornalista: Téo Mascarenhas

Compartilhe esta notícia

Siga a campanha Ande Numa Boa nas redes sociais:

RODAPE

Moto Traxx da Amazônia Ltda. - Av. Deputado Paulino Rocha, 1650 | Cajazeiras | Fortaleza | CE - CEP: 60.864-310 - SAC: 0800.275.9540